sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Geo-história

           O Homem ao longo da vida têm vindo a descobrir e procurar acontecimentos geológicos que lhe permitem construir uma história, a história da Terra.
Sabemos hoje que a Terra tem cerce de 4600 M.a embora, a rocha mais antiga descoberta tem cerca de 4030 M.a, rocha esta que é datada pelo zircão nela contido.

Nota:  Os zircões são minerais que estão presentes em diversas rochas magmáticas e que, mesmo depois da rocha originada ter sido alterada, conseguem sobreviver.
Fig.1- Zircões
          O planeta foi evoluindo geologicamente o que permitiu o aparecimento de vida e o seu desenvolvimento.

           Estromatólitos: Estruturas sedimentares finamente laminada. Resulta da precipitação de carbonato de cálcio a partir da água do mar.

Fig.2-Estromatólitos

         Estas estruturas são testemunhas de vida, na Terra, mais antigos. Actualmente isto existe na baía dos tubarões (Austrália) e as Bahamas (Caraíbas).

         Explosão câmbrica: Ocorreram alterações profundas, que levaram a uma mudanças de faunas que habitavam nos mares câmbricos.



Fig.3-Explosão Câmbrica

          No nosso planeta existiu uma sucessão de movimentos de grande instabilidade biológica, separadas por grandes descontinuidades designadas por crises biológicas ou extinção em massa.

 Fig.4-Mamutes

           Os dinossauros existiram acerca de 65 M.a e são organismos fósseis que nos permitem datar a história da Terra, sendo estes aéreos, terrestres e aquáticos. É ainda durante o cenozóico que ocorre um dos acontecimentos mais extraordinários da Terra, os primeiros hominídeos, os Austrolopithecus.


Fig.5-Dinossauro




Fig.6-Austrolopithecus


          Reflexão: Devido aos grandes acontecimentos geológicos sabemos hoje datar a Terra, e tudo o que nela aconteceu. Devido a todos estes acontecimentos, á cerca de 3700 M.a surgiu a vida na Terra.
          A explosão câmbrica aconteceu no inicio do câmbrico, há cerca de 542 M.a. Os fósseis que testemunharam esta enorme explosão provêm de jazidas, como a de Burguess (Canadá) e a de chergjiang (china). Isto levou a várias mudanças do meio onde estava instalada a vida.
          Uma extinção em massa é geralmente causada por um grande acontecimento geológico. Tal como sabemos hoje em dia a maior extinção em massa foi a dos dinossauros, extinção esta causada por uma catástrofe natural.
          Devido aos dinossauros podemos hoje em dia criar um passado através dos fósseis dos mesmos.
          Ao longo do percurso evolutivo, os  Austrolopithecus, foram evoluindo de forma aparecer o Homem, acerca de 90000.

1 comentário:

  1. Tópico bastante completo e estruturado.
    Continuem o bom trabalho.
    Rui e João

    ResponderEliminar